close
buffetcasamento

Segundo decisão da juíza de Direito Thais Cabaleiro Coutinho da 11ª vara Cível de Santos-SP, um buffet deverá pagar indenização por danos morais e materiais à cliente por não ter fornecido por inteiro o serviço contratado.

Conforme a autora da ação, ela teria contratado os serviços da empresa para o casamento da filha, e, de acordo com o valor do serviço, o buffet deveria oferecer a decoração do salão, mesas, cadeiras, talheres e alimentação. No dia da festa, porém, apenas um terço do serviço contratado foi oferecido aos convidados. Além da quantidade, a autora afirma que a comida foi servida fria e de forma inadequada, e que o bolo não foi suficiente para todos os convidados.
A juíza concluiu que o serviço contratado não foi prestado e estabeleceu o pagamento de R$ 10,7 mil de indenização por danos materiais à cliente. Quanto ao dano moral, a magistrada levou em conta abalo emocional e os transtornos causados à autora, estabelecendo, então, pagamento de R$ 15 mil por danos morais.

“No caso em exame, a frustração, a angústia e a vergonha perante os convidados que não foram bem recepcionados com a alimentação insuficiente e servida de forma inadequada, em um dia que deveria ser de alegria e sem qualquer preocupação aos noivos e a autora (mãe da noiva) que ao contratar os serviços de um Buffet espera que não tenha que se preocupar se há convidados se alimentando e outros não.”

Processo: 1020139-94.2015.8.26.0562

Tags : buffetcasamentoconsumidordanos materiaisdanos moraisfalha na prestação de serviçoindenização
Max Borges

The author Max Borges

Max Borges, advogado formado pela PUC/RS é criador e editor do Veredictum - Direto ao Ponto.

Leave a Response