close

Segundo decisão do juiz Eduardo Velho Neto da 1ª vara Cível de Piracicaba, um ex-vereador deve pagar R$ 1 ao PT por danos morais devido a uma ofensa em carta publicada em um jornal local. O magistrado entendeu ser devida a quantia “em função da ‘injusta’ publicação feita pelo autor, isto porque, as ‘inverdades por ele propagadas’ são ‘abusivas e caluniosas“.

O partido afirmou que a “carta ao leitor” se referia a um frigorífico que teria causado vários transtornos ao moradores da área, como mau cheiro, além de chamar os filiados do PT de meliantes e acusando o partido de ser responsável pelo problema.

O juiz, em tom de ironia, considerou adequada a indenização pleiteada, já que ficou demonstrado que o ex-vereador “falseou os verdadeiros fatos”. E a ironização do juiz não parou por aí:

“Ouso dizer”, que também “não existe controvérsia de que “o PT sempre foi um partido que lutou pelos interesses dos trabalhadores.”

“Ouso também dizer” que o “PT sempre esteve à frente dos interesses da nação em detrimento de outros escusos interesses”.

“Ouso também dizer” que o “PT em momento algum foi notícia ou motivo de comentários, reportagens, alusões, fofoca, boatos, etc…..relacionados a fatos escusos, escabrosos….Etc….”

“Ouso também dizer” que o “PT em momento algum participou de tratativas criminosas e abusivas, quer por si, quer por seus mesmos ou filiados, acrescentando que, em momento algum, o Partido dos Trabalhadores teve qualquer membro de sua tesouraria , cargos de direção, ou qualquer tipo de filiado, preso ou conduzido coercitivamente por Autoridade Policial Nacional”.

“Ouso também dizer” que o “Partido dos Trabalhadores é o único partido, quer em âmbito Nacional ou mesmo Internacional, que tem, dentro seus filiados, a “única alma pura existente na face da terra”.

 

Acesse a sentença na íntegra:  Processo 1000524-63.2015.8.26.0451

 

Tags : danos moraisindenizaçãoironiapartido dos trabalhadorespiracicabaptvara civel de piracicaba
Max Borges

The author Max Borges

Max Borges, advogado formado pela PUC/RS é criador e editor do Veredictum - Direto ao Ponto.

Leave a Response