close
JUDICIÁRIO

Ministro Celso de Mello é homenageado pelos 28 anos de atuação no STF

celsodemello-stf
Foto: Nelson Jr./SCO/STF

No início da sessão de julgamentos desta quinta-feira (17), o decano do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Celso de Mello, recebeu homenagem pelos 28 anos de sua posse como membro da Suprema Corte.

A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, deu início às homenagens ao declarar a satisfação em poder contar com a companhia do colega, “um juiz que honra qualquer cidadão de qualquer lugar do mundo no qual prevaleça o direito”. “Tenho certeza de que o Brasil dorme mais tranquilo por ter entre os juízes brasileiros e no Supremo Tribunal um decano da envergadura moral, intelectual e com a seriedade com que leva o cargo”, disse.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, endossou as palavras da presidente e lembrou que a carreira do decano teve origem no Ministério Público de São Paulo. Também se associou às felicitações a advogada-geral da União, Grace Mendonça. “Vossa excelência é uma referência para todos nós. É uma honra para o Estado brasileiro, para a sociedade e para o cidadão tê-lo conosco”, afirmou.

Os ministros também se associaram às homenagens. “É o meu paradigma inatingível no exercício da jurisdição constitucional”, disse a ministra Rosa Weber ao parabenizar o decano. O ministro Alexandre de Moraes falou da honra que sente em poder compartilhar dos ensinamentos do ministro Celso. “São quase três décadas de construção inegável da nossa jurisdição constitucional”, disse.

O ministro Edson Fachin prestou sua homenagem com um verso de Dante Alighieri: “Tu duca, tu signore e tu maestro” [tu és meu guia, senhor e mestre]. O ministro Luís Roberto Barroso destacou que a “firme suavidade” com que o decano defende seus valores e suas convicções é uma das principais características do colega. “A gente na vida ensina sendo. E acho que vossa excelência é a expressão típica desta preposição”, declarou.

Para o ministro Luiz Fux, o ministro Celso de Mello “é um grande conselheiro. Um homem sensível, tem a independência que se exige de um magistrado e tem conhecimento enciclopédico que manifesta em todas as suas votações eruditas”.

“Nos onze anos que aqui milito muito aprendi com sua excelência”, disse o ministro Ricardo Lewandowski, ao afirmar que o homenageado tem a vocação do magistério e do ensino de alto nível.

O ministro Gilmar Mendes destacou a importância do ministro Celso para a jurisprudência do Tribunal. “Sabemos do seu trabalho denodado e do papel que exerce no aconselhamento de todos aqueles que o procuram”, registrou.

Ao subscrever as palavras dos colegas que o antecederam, o ministro Marco Aurélio parabenizou o decano pelos 28 anos dedicados à jurisdição de alto nível. “Meus cumprimentos pela firmeza e proficiência com que atua”, disse.

Decano

O decano agradeceu às homenagens. “A cada dia com os eminentes juízes que compõem o Tribunal, os representantes do MP, da Advocacia-Geral da União, das procuradorias e os advogados tenho enriquecido profissional e culturalmente”, afirmou. O ministro destacou ainda a excelência do quadro administrativo da Corte e dos servidores que o auxiliam no desempenho da atividade jurisdicional.

“O STF é realmente o guardião maior da integridade e da autoridade da Constituição da República. E sinto que ao lado dos eminentes colegas, sob a alta direção que a Corte recebe de vossa excelência, senhora presidente, persistirá nesta jornada”, concluiu.

Fonte: STF

Tags : celso de mellohomenagemministro STF
Max Borges

The author Max Borges

Max Borges, advogado formado pela PUC/RS é criador e editor do Veredictum - Direto ao Ponto.

Leave a Response